A EMPRESA
ESTRUTURA
SERVIÇOS
CERTIFICADOS E PRÊMIOS
RESPONSABILIDADE SOCIAL
NOTÍCIAS
DICAS DE SEGURANÇA
ACADEMIA
CONTATO
OUVIDORIA
TRABALHE CONOSCO
 
 

Seguranças à paisana escoltam turistas no Guarujá (SP)

15/01/13
 

Seguranças à paisana escoltam turistas no Guarujá (SP) - 03/01/2013 - 10:08
Condomínios de luxo no Guarujá estão criando sistemas de informações de trânsito e de escolta a veranistas que querem aproveitar a temporada perto do mar.


Assim que se aproxima do final da rodovia Cônego Domênico Rangoni (Piaçaguera-Guarujá) em direção ao litoral, o turista aciona um número ao telefone. Minutos depois, seguranças à paisana começam a segui-lo, de carro, por cerca de 3 km, até uma das avenidas próximas à praia. Condomínios de luxo no Guarujá estão criando sistemas de informações de trânsito e de escolta a veranistas que querem aproveitar a temporada perto do mar. No Jardim Acapulco, na praia de Pernambuco, que tem 1.500 casas, o esquema começou após o Natal e continua nesta semana. A ideia é prevenir roubos nas principais vias de acesso à cidade. 'As pessoas estavam deixando de vir por medo de assalto', conta a publicitária Gisele Nascimento, 28, uma das moradoras do conjunto.  Em menos de 15 dias, ela teve o pai e dois amigos roubados em pontos de chegada e saída do Guarujá.  'A cidade está extremamente violenta', diz. 'Meu pai estava no carro indo para São Paulo e foi parado por três homens armados. Levaram tudo', conta Gisele.  Segundo o gerente de segurança Luiz Cláudio Venâncio Alves, o grande número de relatos de roubos motivou a adoção do sistema, que funciona por 24 horas.  Antes de se aproximarem da rodovia, os visitantes ligam para a equipe de plantão do condomínio, passam informações sobre o carro e recebem dados a respeito do trânsito e da segurança.  'Depois que colocamos as equipes, não ocorreram mais casos de assaltos', diz o gerente de segurança.  Ao todo, 12 seguranças atuam na operação, escondidos em pontos estratégicos.  Moradores dizem aprovar a iniciativa. 'Meu irmão levou uma pedrada no para-brisa. Vi muita gente sendo assaltada lá', conta o aposentado Germano Rocha, 64, que saiu de São Paulo para passar a temporada no Guarujá.  De acordo com o chefe da equipe de seguranças que atua na operação, que pede para não ser identificado, ao menos 50 moradores já fizeram uso do serviço.  Policiais militares também monitoram a área, repleta de mato e cortada por uma favela. Um dos PMs confirmou dificuldades no policiamento. 'Eles [ladrões] vêm por todo lado. Parece filme', diz o policial, que pede anonimato.  Na base e na companhia da PM que cuidam do policiamento na região da escolta, nenhum responsável se dispôs a falar com a reportagem.  Outros condomínios também adotam medidas. Na praia de Iporanga, o condomínio fornece carro para ronda do portal de entrada até a balsa. O serviço ocorre todas as noites, das 19h às 6h.  'Ajuda muito no dia a dia. O ladrão, quando é vigiado, não rouba', diz o aposentado José da Costa, 76, que passa a temporada no local.

 
 


 
 
Caixa Eletrônico
 
Prefira sempre o uso de cartões magnéticos (débito ou crédito) ao uso de dinheiro ou cheque.
Ao fazer uso do caixa eletrônico para saques, evite ao máximo gra...

Saiba mais

 

 

 

 
 
 
VERSÃO PARA IMPRESSÃO
INDIQUE ESTA PÁGINA
AUMENTAR LETRAS
DIMINUIR LETRAS
VOLTAR AO ÍNDICE